Apresentação

Com o advento da indústria fonográfica no início do século XX, a música popular transformou-se no seu principal produto. Aos poucos, uma multiplicidade de manifestações musicais populares foi retirada dos seus espaços de origem - em geral marcados por formas comunitárias de sociabilidade e por práticas ritualísticas de caráter lúdico-religioso - e convertida em fonogramas.

Como produto, a música popular ganhou novos espaços de circulação e fruição. Hoje é praticamente impossível investigar a natureza da música popular sem considerar esse novo contexto. Devido ao alcance dos meios de comunicação, mesmo aquelas modalidades que ainda transitam por circuitos paralelos aos do mercado fonográfico parecem não totalmente isentas de influências do repertório de música gravada.

Este grupo de pesquisa, constituído por pesquisadores que abordam a temática da música popular sob aspectos estritamente musicais, históricos, etnomusicológicos e os relacionados às condições de produção e consumo, pretende investigar as matrizes musicais e culturais formadoras de diferentes estilos e linguagens musicais populares a partir de análises de seus elementos formais, intrínsecos ao material musical, e dos seus diferentes contextos históricos e sócio-culturais.

Um dos objetivos centrais das pesquisas é aprofundar a compreensão das origens e das transformações dos estilos e das linguagens da música popular (nas modalidades instrumental e canção), bem como em que medida tais transformações podem estar relacionadas com a inserção dessa manifestação artística numa rede de relações de trocas simbólicas, de negociações e conflitos balizados pelos espaços sociais de interação, pelo mercado e, em determinados momentos, pelo Estado.

Unicamp CNPq Valid XHTML 1.0!