Turma MS103 - Tópicos Epeciais em História e Literatura Musical - Turma C

Cód. Disciplina - Turma

MS103 - C

Nome

Tópicos Epeciais em História e Literatura Musical

Subtítulo

Música Brasileira da segunda metade do século XIX - Relações Europeias



Google Meet

Não

Segunda-feira das 14 às 17

As aulas serão ministradas remotamente. Não estão previstas aulas presenciais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


criado por Lenita Waldige Mendes Nogueira em 05/11/2020 16:41

Dados da disciplina


MS103 - Tópicos Epeciais em História e Literatura Musical


Música


Pós-graduação



Reflexão sobre o resultado sonoro através de estudos históricos aplicados a um repertório selecionado. Em cada período letivo haverá uma ementa específica.


3

45

0

0


0

0

Docentes

Lenita Waldige Mendes Nogueira

Marcos da Cunha Lopes Virmond

Critério de Avaliação

De acordo com as apresentações em aula dos seminários, em grupo ou individuais, assim como de curtas tarefas sobre temas correlatos, todas tendo ligação com o contexto dos temas estudados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bibliografia

Bibliografia
ANDRADE, M. A Fosca. Revista Brasileira de Música, v.1, f.2, 1934, p. 117-124.

ANDRADE, M. Fosca. Revista Brasileira de Música. Número especial. 1936, p. 251-263.

ANDREWS, J. Montezuma e Il Guarany - Aurifex . v. 1, 2000. Disponível em:
www.goldsmiths.ac.uk/aurifex/issue1/andrews.html>.

BRAGA, F. Reminiscências. Revista Brasileira de Música. Número especial. 1936, p.93-95.

BUDDEN, J. The Operas of Verdi. v.3. Oxford: Clarendon Press, 2002. 546 p.

CARVALHO, I.G.V. Vida de Carlos Gomes. 3. ed. Rio de Janeiro: Editora A Noite, 1946. 189 p.

COELHO, L. M. A ópera italiana após 1870. São Paulo: Objetiva, 2002. p.17-27.

CONATI, M. Formação e afirmação de Gomes no panorama da ópera italiana. Notas e considerações. In: Gaspare Nelo Vetro – Antônio Carlos Gomes – correspondências italianas. Rio de Janeiro: Livraria editora Cátedra – Instituto Nacional do Livro, 1982. 74 p.

CONTIER, A. O nacional na música erudita brasileira: Mário de Andradee a questão da identidade cultural. Revista de História e Estudos Culturais, v. 1. 2014. Dispónível em: www.revistafenix.pro.br

MOSCO CARNER, G.R. The exotic element in Puccini. The Musical Quarterly , v. 22, n. 1, p. 45-67, 1936.

MURICY, A. Condor, notas sobre a esthetica dessa ópera. Revista Brasileira de Música. Rio de Janeiro, p. 300-307, 1936.

MUSSOMELI, G.G. Antonio Carlos Gomes: un musicista tra Scapigliatura e Verismo. Diastema, Gennaio, p. 8-14, 1992.

NICOLAISEN, J. Italian opera in transition, 1871-1893. Michigan: Ann Arbor, 1980.

NICOLODI, F. Italian opera. In: The Cambridge companion to Grand Opera. Cambridge: University Press, 2002. 496 p.

NOGUEIRA, L.W.M. Maneco Músico Pai e mestre de Carlos Gomes. São Paulo: Editora Arte & Ciência, 1997. 108 p.

Nogueira, Lenita Waldige Mendes. Museu Carlos Gomes – Catálogo de
Manuscritos Musicais. São Paulo, Arte e Ciência, 1997 (b).

NOGUEIRA, L.W.M. Música em Campinas nos últimos anos do império. Campinas: Editroa da UNICAMP, FAPESP-CMU Publicações, 2001. p: 359.

NOGUEIRA, L.W.M. Música e política: o caso de Carlos Gomes. In: Congresso da ANPPOM, XV, 2005, Rio de Janeiro. Anais ... Rio de Janeiro: Programa de Pós-Graduação em Mùsica da UFRJ, 2005. p. 243-249. CD-ROM

PISTONE, D. A ópera italiana no século XIX de Rossini a Puccini. Lisboa: Editorial Caminho, 1988. 225 p.

RODRIGUES, L. Carlos Gomes, os modernistas e Mario de Andrade. Revista Brasileira de Música (Rio de Janeiro. 1934), v. 24, p. 105-107, 2011.

SILVA, Olga Sofia Freitas. Il Guarany de Antônio Carlos Gomes: A História de uma Ópera Nacional . 2011. 159 p. Dissertação. Programa de Pós-Graduação em Música, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2011.

VETRO, G. N. Antônio Carlos Gomes – correspondências italianas. Rio de Janeiro:
Livraria e Editora Cátedra/INL, 1982. 339 p.

VETRO, G.N. Carteggi Italiani II. Brasília: Thesaurus Editora, 1998. 272 p.

VIRMOND, M. C. L., MARIN, R. M. T., NOGUEIRA, L. W. M.
Uma ária para Virginia Damerini: a última Fosca de Carlos Gomes. Opus (Belo Horizonte. Online), v.19, p.111 - 140, 2013.

VIRMOND, M. C. L., MARIN, R. M. T., TOLEDO, E.
Destruindo o mito e construindo o homem: revendo Antônio Carlos Gomes. ICTUS (PPGMUS/UFBA). , v.09, p.57 - 72, 2008

VIRMOND, M. C. L.
Órgão e grand-opéra: cenas de igreja nas obras de Antônio Carlos Gomes. Música em contexto (UnB). , v.1, p.71 - 92, 2008

VIRMOND, M. C. L., NOGUEIRA, L. W. M., TOLEDO, E.
Sobre uma alternativa composicional de Antônio Carlos Gomes na ópera Condor. Opus (Belo Horiz. Online). , v.31, p.12 - 19, 2007.

VIRMOND, M. C. L.; RIBEIRO, L. D’ A.; TOLON, R. M.; NOGUEIRA, L. W. M. Se Sa Minga de Antonio Carlos Gomes: contextualização histórica. Mimesis, Bauru, v. 35, n. 1, p. 25-48, 2014.

VOLPE, M.A. Remaking the Brazilian Myth of National Foundation: Il Guarany. Latin American Music Review, v. 23, n. 2, p. 179-194, 2002.

VOLPE, M.A. Carlos Gomes: a persistência de um paradigma em época de crepúsculo. Brasiliana, Rio de Janeiro, v. 17, p. 2-11, 2004.


WEAVER, W. The Golden Century of the Italian Opera – from Rossini to Puccini. Londres: Thames and Hudson, p. 157-159, 1980.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conteúdo

A disciplina inclui temas sobre a produção de A.C. Gomes, sua formação e relação com dois territórios específicos de ação, discute as características do ambiente musical de Campinas e analisa mais detalhadamente as óperas Joanna de Flandres, Fosca e Condor. Além disso, discutirá temas como a relação de Gomes com a música nacionalista e com seus representantes maiores na segunda metade do século XIX. Inclui ainda a relação da música praticada no segundo império e sua relação com o modelo estético europeu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Metodologia

Os principais tópicos da disciplina serão tratados em forma de aulas expositivas, apresentações em vídeo, conferências por professores convidados e seminários

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Observação

A disciplina será ministrada remotamente, não sendo previstas aulas presenciais.