Turma AC202 - Tópicos Especiais em Atuação - Turma A

Cód. Disciplina - Turma

AC202 - A

Nome

Tópicos Especiais em Atuação

Subtítulo

Simbolismos do Congado como potencializadores do corpo em movimento



a definir

Não

Segunda-feira das 19 às 22

ATENÇÃO: A disciplina terá início no dia 22 de março.

Dependendo da evolução da pandemia COVID-19, a disciplina será online. Será predominantemente prática. Caso isso aconteça, os/as alunos/as necessitam ter uma boa conexão com a internet e um espaço individual adequado para uma prática corporal em dança.


criado por Larissa Sato Turtelli em 05/11/2020 22:09

Dados da disciplina


AC202 - Tópicos Especiais em Atuação


Artes da Cena


Pós-graduação



Disciplina que abrange programas específicos que comportem prática e reflexão sobre vertentes do campo das artes da cena dentro da linha de pesquisa Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena. Visando um aprofundamento verticalizado de temas e territórios de atuação do artista da cena, estrutura-se a partir dos projetos de pesquisa dos docentes, visando à articulação de assuntos oferecidos em outras disciplinas e a complementação de abordagens essenciais a áreas do conhecimento não contempladas pelas mesmas, a partir da singularidade de cada projeto.


3

15

15

0


0

15

Docentes

Larissa Sato Turtelli

Paula Caruso Teixeira

Critério de Avaliação

Presença em sala de aula (mínimo 75%)

Coerência e prontidão no desenvolvimento das atividades solicitadas.

Apresentação da criação de um corpo em processo, levando em consideração os conteúdos trabalhados na disciplina.

Bibliografia

GOMES, N. P. M.; PEREIRA, E. A. Negras raízes mineiras: os Arturos. Belo Horizonte: Editora MAZZA, 2000.

LUCAS, G.; LUZ, J.B. (Coord.). Cantando e reinando com os Arturos. Org. Comunidade Negra dos Arturos. Belo Horizonte: Ed. Rona, 2006.

MARTINS, Leda Maria. Afrografias da memória: o Reinado do Rosário no Jatobá. Belo Horizonte: Mazza Edições; São Paulo: Editora Perspectiva, 1997.

PEREIRA, E. Almeida. Os tambores estão frios; herança cultural e sincretismo religioso no ritual de Candombe. Juiz de fora, Funalfa, Belo Horizonte: Ed. Mazza, 2005.

RODRIGUES, Graziela Estela Fonseca. Bailarino-pesquisador-intérprete: processo de formação. 3.ed. Salvador: Ed. Solisluna, 2018.

______________. O método BPI (bailarino-pesquisador-intéprete) e o desenvolvimento da imagem corporal: reflexões que consideram o discurso de bailarinas que vivenciaram um processo criativo baseado neste método. 2003. Tese (Doutorado). Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP.

 

Videografia:

Arturos – Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, IEPHA-MG – Parte 3 Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=IibCSUGDkFY

Reinado em Bom Despacho-origem. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=LF5Z2twLXDQ

Conteúdo

Estudo prático-teórico do Congado e seus simbolismos na perspectiva do método Bailarino-Pesquisador-Intérprete (BPI), como potencializadores de dinâmicas psicofísicas do artista da cena, relacionadas aos dínamos, ancestralidade, travessias, cronologias e auto investigações.

1. O mastro votivo no corpo: axis mundi

2. Relações corpo/objetos: bastões, tecidos e seus simbolismos

3. A relação do corpo com os espaços-cenários: o congá, a cozinha, os caminhos, o terreiro, entre outros.

4. Mito e simbolismos: resistência e travessias

5. Movimento interior

6. O significado de sensação/sentimento: o fluxo dos sentidos

7. Tônus muscular

8. As cronologias no corpo

9. As guardas: Candombe, Congo e Moçambique

10. Desenvolvimento dos trabalhos de dojo

11. Alguns aspectos do eixo Inventário no Corpo

Metodologia

Aulas práticas e expositivas.

Laboratórios.

Discussões de textos.

O método Bailarino-Pesquisador-Intérprete (BPI) enquanto sustentação de todo o processo.

Dependendo da evolução da pandemia COVID-19, a disciplina será online. Caso isso aconteça, os/as alunos/as necessitam ter uma boa conexão com a internet e um espaço individual adequado para uma prática corporal de dança.

Observação

ATENÇÃO: a disciplina acontecerá das 17h às 20h na sala AD 01 do Departamento de Artes Corporais - PAVIARTES. Será predominantemente prática.

Dependendo da evolução da pandemia COVID-19, a disciplina será online. Caso isso aconteça, os/as alunos/as necessitam ter uma boa conexão com a internet e um espaço individual adequado para uma prática corporal em dança.