Turma AV037 - Trânsitos entre a Criação, a Crítica e História da Arte - Turma A

Nome

Trânsitos entre a Criação, a Crítica e História da Arte

Subtítulo

uma abordagem científica do fenômeno estético com base na Psicologia Analítica junguiana e sua correlação com modelos holoinformacionais.

Cód. Disciplina - Turma

AV037 - A



AP08

Não

Terça-feira das 09 às 12

Dados da disciplina


AV037 - Trânsitos entre a Criação, a Crítica e História da Arte

Artes Visuais

Pós-graduação


0

0

0

0

0

0

Docentes

Filipe Mattos de Salles

Critério de Avaliação

Artigo científico ou trabalho audiovisual sobre o assunto.

Bibliografia

ANDREETA, José Pedro e Maria de Lourdes. Princípios Herméticos com Ciência. São Paulo: Prolibera, 2010
ARISTÓTELES. Poética. São Paulo: Abril Cultural, 1973
ARNHEIM, Rudolf. Art and Visual Perception. University of California Press, 2004
BOHM, David. Sobre a Criatividade. São Paulo: UNESP, 2011
___________. A totalidade e a ordem implicada. São Paulo: Cultrix, 1998
COUCHOT, E. A natureza da arte: o que as Ciências Cognitivas revelam sobre o prazer estético. São Paulo: Editora UNESP, 2019.
ECO, Umberto. A definição da arte. Rio de Janeiro: Record, 2016
EINSTEIN, Albert. Teoria da Relatividade Especial e Geral. Rio de Janeiro: Contraponto, 1999
GOLDSTEIN, Rebecca. Incompletude: a prova e o paradoxo de Kurt Goedel. São Paulo: Companhia das Letras, 2008
GOMBRICH, E.H. Arte e ilusão – um estudo da psicologia da representação pictórica. (trad. Raul de Sá Barbosa). São Paulo: Martins Fontes, 1995
_______________. História da Arte. Rio de Janeiro: Guanabara, 1988
HEGEL, Georg W. Friedrich. Estética: "a ideia e o ideal" e "o belo artístico ou o ideal". in: Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1996
JUNG, Carl Gustav. A energia psíquica. Petrópolis: Vozes, 1999
_______________. A natureza da psique. Petrópolis: Vozes, 2000
_______________. O espírito na arte e na ciência. Petrópolis: Vozes, 1991
_______________(org.). O Homem e seus símbolos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 5a. Edição, 1990
_______________. Memórias, Sonhos, Reflexões. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 7a. Edição, 1985
MAGHERINI, Graziella. El Sindrome de Stendhal. Madrid: Espasa-Calpe, 1990
PAREYSON, Luigi. Os problemas da estética. São Paulo: Martins Fontes, 2001
PLATÃO. A república. São Paulo: Nova Cultural, 1999
_______. Íon (Sobre a inspiração poética). Porto Alegre: L&PM Pocket, 2007
PRIBRAM, Karl. Cerebro y Consciencia. Madrid: Ediciones Díaz dos Santos, 1995
SALLES, Filipe. A ideia-imagem: forma e representação na fotografia moderna. Curitiba: Appris, 2016
____________. Processo Criativo na Arte: uma abordagem junguiana. In: Anais do World Congress on Communications and Arts, 2019
____________. Considerações sobre a fotografia fine-art. In: Resgate: revista interdisciplinar de Cultura. Campinas, vol.26 no.2, jul-dez. 2018, p.59-78, 
____________. A Selfie e a pós-fotografia: considerações psicológicas. In: Revista Discursos Fotográficos., vol.14 no.24, 2018, p.13
____________. Sobre a necessidade da Arte: uma abordagem junguiana. In: Revista Educação, Artes e inclusão, Vol.16, no.1 jan-mar 2020, p.430,
SILVEIRA, Nise da. Jung - Vida e Obra. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978
TOLSTÓI, Leon. O que é Arte? Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2016
WILBER, Ken (Org.). O Paradigma Holográfico e outros paradoxos. São Paulo: Cultrix, 1995
ZAMBONI, Silvio. A Pesquisa em Arte - um paralelo entre arte e ciência. Campinas: Autores Associados, 2001

Conteúdo

- Introdução ao panorama das teorias estéticas modernas e sua problemática
- Referências básicas do fenômeno da consciência e sua correlação evidente com o fenômeno estético
- Teoria dos modelos referenciais e dos sistemas: a incompletude de Gödel aplicada à consciência
- Introdução à psicologia analítica de C.G.Jung: a teoria dos Arquétipos e Inconsciente Coletivo
- O modelo holográfico de K.Pribram e D.Bohm
- Arte segundo o modelo arquetípico-holográfico
- Processos criativos e desenvolvimento histórico da arte segundo este modelo referencial
- Análise das manifestações estéticas e artísticas com base neste modelo. Propostas para uma fenomenologia da arte.

Metodologia

Aulas teóricas expositivas com base na lógica da filosofia das ciências e em suas decorrências. O corpus metodológico não se baseia em suposições pré-estabelecidas, oriundas de formulações dogmáticas e/ou incompletas, mas sim na observação empírica dos fenômenos estéticos e a tentativa de formular um modelo sistemático amplo e abrangente que permita o entendimento do fenômeno estético em sua plenitude.

Observação

A disciplina oferece uma abordagem científica acerca do fenômeno artístico e suas implicações, articulando, através do estudo da psicologia analítica, a epistemologia estética com suas correlações no âmbito cronológico da história da arte e seu desenvolvimento no ocidente.