Turma MS110 - Tópicos Especiais em Etnomusicologia - Turma A

Nome

Tópicos Especiais em Etnomusicologia

Subtítulo

Abordagens contemporâneas

Cód. Disciplina - Turma

MS110 - A



43

Não

Quinta-feira das 09 às 12

Dados da disciplina


MS110 - Tópicos Especiais em Etnomusicologia

Música

Pós-graduação

3

30

0

0

0

15

Docentes

Suzel Ana Reily

Lorena Avellar de Muniagurria

Critério de Avaliação

  • Apresentação de leitura em aula (25%);
  • Desenvolvimento de um trabalho escrito (ap. 3000 palavras) baseado numa questão relevante para a etnomusicologia contemporânea. Os temas para os trabalhos serão definidos em sala de aula (75%).

Bibliografia

ARAÚJO, Samuel. Entre muros, grades e blindados; trabalho acústico e práxis sonora na sociedade pós-industrial. El oído pensante, vol. 1, n°1: 1-15. 2013.

BAILY, John. John Blacking and the ‘Human/Musical Instrument Interface’: two plucked lutes from Afghanistan. In S. Reily (org.). The Musical Human: rethinking John Blacking’s Ethnomusicology in the Twenty-First Century pp. 107-23. Aldershot: Ashgat, 2006.

BLACKING, John. How musical is man? Seattle and London: University of Washington Press, 1973.

BLACKING, John. Movement, dance, music, and the Venda girls’ initiation cycle”. In: Spencer, Paul, (ed.), Society and the Dance: The Social Anthropology of Process and Performance. Cambridge: Cambridge University Press, pp. 64-91, 1985.

BLACKING, John. The Music of Politics. In: R. Byron (org.). Music, Culture and Experience:  Selected Papers of John Blacking, pp. 198-222. Chicago: The University of Chicago Press, 1995.

BOGEA, Eliana. O carimbó é do carimbó: culturaS, sabereS e políticaS. Belém, Graduate Program Programa in the Humid Tropic Sustainable Development, Federal Universify of Pará. (Doctoral Dissertation), 2019.

RIOS, Flávia; LIMA, Márcia, (Orgs.). Por um feminismo afro-latino-americano. Rio de Janeiro:  Zahar.

MUNIAGURRIA, Lorena. O fazer musical do carimbó de Santarém Novo: música, política e a construção de um patrimônio cultural brasileiro. Patrimônio e Memória. Unesp. v. 14, n. 2 (2018), 240-255, 2018. https://pem.assis.unesp.br/index.php/pem/article/download/889/1039 

RAPOSO, Paulo. 2015. “Artivismo”: articulando dissidências, criando insurgências. In: Cadernos de Antropologia. Vol.4, nº2, pp.13-27.

REILY, Suzel Ana; PATSIAOURA, Evanthia. “Ethnomusicology (Flagship Entry)”. In: Sage Research Methods Foundations. London: Sage Publications Lts., 2019.

REILY, Suzel; BRUCHER, Katherine (Orgs.). The Routledge Companion to the Study of Local Musicking.  New York: Routledge/Taylor and Franci, 2018.

REILY, Suzel. Voices of the Magi: Enchanted Visions in Southeast Brazil. Chicago:  University of Chicago Press, 2002.

REILY, Suzel. Musicar local e a produção da localidade. Revista Gis, 2021.

SEEGER, Anthony. Etnografia da música. Cadernos de pesquisa, 17: 237-59, 2008.

STANYEK, Jason (org.). Forum on Transcription. Twentieth Century Music, 11(1): 101-161.

SUGARMAN, Jane. Theories of Gender and Sexuality: from the village to the anthopocene. In H Berger e R Stone (orgs.), Theory for Ethnomusicology: histories, conversations, insights, 2nded., pp. 71-98. New York/London: Routledge, 2019.

TURINO, Thomas. Music as Social Life: The Politics of Participation. Chicago: The University of Chicago Press, 2008.

ZANARDI, Paula. 2020. Mestra, Tia, Dona: mulheres carimbozeiras nas políticas públicas de cultura. Revista Caminhos da História, 24(1), 129-153. https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/caminhosdahistoria/article/view/2601

 

 

 

Conteúdo

Música, musicar, musicalidade

O musicar local

Perspectivas etnomusicológicas de Thomas Turino

Música, política e gênero

A etnomusicologia das políticas públicas

Música, ritual e experiência

Questões Metodológicas

 

Metodologia

  • Aulas expositivas;
  • Disucssões coletivas;
  • Apresentações de alunos.

Observação