Turma DE519 - Cinema e Ciências Humanas - Turma A

Nome

Cinema e Ciências Humanas

Subtítulo

O amálgama de Ciência, Cultura, Sociedade e Natureza debatido a partir de filmes

Cód. Disciplina - Turma

DE519 - A



PB07

Não

Segunda-feira das 14 às 17

Dados da disciplina


DE519 - Cinema e Ciências Humanas

Multimeios

Pós-graduação

3

45

0

0

0

0
Oferecimento IA

Início das aulas: 14/03/2022

 

É desejável, se não imprescindível, uma sala de projeção adequada à exibição de filmes, trechos de filmes, documentários ou videoartes. 

Docentes

Márcio Barreto

Critério de Avaliação

Serão considerados como critério para avaliação o comprometimento com as atividades propostas (leituras e filmes), a participação ativa nas aulas, e a produção de um trabalho final. A partir desta proposta inicial, o critério será discutido com os discentes ao longo do semestre, estando sujeirto, portanto, a alterações, ainda que pontuais, como a inclusão de seminários.

Bibliografia

 

BENJAMIN, Walter (1985). Walter Benjamim. Obras escolhidas (Magia e técnica, arte e política). São Paulo, Editora Brasiliense. pp.114-119

BERGSON, Henri (2005). A Evolução Criadora. São Paulo, WMF Martins Fontes.

BRESSON, Robert. Notes sur le cinématografe. Paris: Gallimard, 1975.

CARBONE, Mauro. La chair des images: Merleau Ponty entre peinture et cinema.

Paris: Vrin, 2011.

CHARNEY, Leo e SCHWARTZ, Vanessa. O Cinema e a invenção da vida moderna.

              São Paulo: Cosac Naify, 2001.

DAIRE, Joel. Jean Epstein. Une vie pour le cinema. Helenvilliers: La tour verte, 2014.

DELEUZE, Gilles. Cinema 1: A imagem-movimento. São Paulo: Brasiliense, 1983.

________________Cinema 2: a imagem-tempo. São Paulo: Brasiliense, 2005.

________________Bergsonismo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

EPSTEIN, Jean. Cinema d’aujourd’hui . Jean Epstein. Paris: Seghers, 1964.

_____________. Ecrits sur le cinema. 1921 – 1953. Paris: Seghers, 1974.

_____________. L'Intelligence d'une machine. Paris: Jacques Melot, 1946.

SHAKESPEARE, Wlliam.  Hamlet, de. Tradução, Millôr Fernandes.

Texto disponibilizado no site de Millôr Fernandes:

https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=sites&srcid=ZGVmYXVsdGRvbWFpbnxwcm9mZXJuYW5kb2xlfGd4OjI4YjgyOWM5YzUyNzYxMGM

SINGER, Ben. Modernidade, Hiperestímulo e o início do sensacionalismo popular. In: CHARNEY, Leo e SCHWARTZ, Vanessa (orgs.). O Cinema e a Invenção da Vida Moderna. São Paulo, Cosacnaify, 2001. pp 95-123.

MACHADO, Arlindo. Pré-cinema e pós-cinema. Campinas: Papirus, 2013. pp. 12-35.

SIMONDON, Gilbert. Sur la technique. Paris: Presses Universitaires de France, 2013.

TARKOVSKY, Andrei. Esculpir o tempo. São Paulo, Martins Fontes, 1990. 

Conteúdo

Tópicos específicos das ciências humanas, particularmente da filosofia e da sociologia são discutidos à luz de exibições de filmes acompahadas das leituras de textos. O cinema e suas interfaces com Sociedade, Ciência, Natureza, Cultura, Memória e Pensamento  são indistintamente abordados a partir da exibição de filmes como "O sétimo selo" (Ingmar Bergman. Suécia, 1956), "Xapiri" (Brasil, 2012, vários diretores) "Um corpo que cai" (Alfred Hitchcock, EUA, 1958), "Além da vida" (Clint Eastwood, EUA, 2010), "Bom dia"  (Japão, 1959, Yasujiro Ozu),  "A Caverna dos Sonhos Esquecidos" (vários países, 2011, Werner Herzog), "Hiroshima, meu amor" (França, 1959, Alain Resnais), além de documentários e videoartes, como as obras de Harun Farocki, Francis Alys, Bill Violla, Boris Groys, Artavazd Pelechian;

 

 

Metodologia

Exibição de filmes (ou trechos de filmes), documentários e videoartes  com o apoio de textos para a abordagem do conteúdo. Discussões em sala de aula mediadas pelo docente. Seminários. As exibições duram, em média, 60 minutos; as discussões dos textos ou seminários duram, em média 120 minutos.

Observação

É desejável, se não imprescindível, uma sala de projeção adequada à exibição de filmes, trechos de filmes, documentários ou videoartes.