Mostra Cênica de Verão 2022: de 17/11 a 07/12


Para os Aimarás, povo originário da região andina da América do Sul, o passado está na frente e o futuro atrás, o fluxo do tempo acontece caminhando para trás. Assim, o incerto é o futuro que vai se revelando e virando passado conforme se avança para trás. Afinal, o que já percebemos é o que está frente a nós, é o passado e o que ainda não vivemos está atrás.

Essa é a sensação desta Mostra de Verão: estamos no fluxo do avanço para trás, percebendo na nossa frente os últimos anos passados e, nesse fluxo, o futuro ainda incerto vai se revelando. Caminhamos, mesmo que com incertezas, com esperança, realizando nossa segunda Mostra presencial do ano, trazendo trabalhos artísticos cênicos prenhes de vida e de criticidade, e seguindo o fluxo que nos revela em cada passo o que vem, sem certezas, mas com coragem.

A história do mundo precisará ser contada e recontada milhares de vezes. Até que a última pessoa injustiçada descanse, até que sejamos tomades pela sensação de que finalmente todas as vozes foram ouvidas. Até lá, seguiremos contando histórias. E nossa Mostra tenta, dentro de suas possibilidades, seguir esse fluxo.

Como estudantes, professores e funcionáries de uma universidade pública, temos o dever de participar da vivência do presente sem esquecer do passado. Nossa forma de fazer isso é com arte, com cena. Nós respondemos às provocações com arte, nós esperançamos com arte, nós questionamos com arte.

Nos acompanhem! Sigamos esse fluxo para trás juntes!

Coordenação Pedagógica
Profa Gina Monge e Profa Erika Schwarz
 



Confira a programação: