Pós-graduação em Artes da Cena

Programa e Linhas de Pesquisa

Linhas de Pesquisa

O PPG Artes da Cena/UNICAMP foi criado com três linhas de pesquisa: (i) Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena; (ii) Poéticas e Linguagens da Cena; e (iii) Arte e Contexto, que operam transversalmente, estabelecendo um diálogo entre dança, performance e teatro em estrutura radial, tendo o sujeito – corpo em cena – como centro, constituindo e sendo constituído pela linguagem que dele irradia e que o circunscreve em poéticas da cena. Ambos, poéticas e sujeito, engendram e são engendrados no tecido vasto das culturas, encaradas como contextos, e o fazem a partir de investigações no campo da técnica que levam à formação do artista da cena enquanto ser pensante, dançante, atuante, em um contexto social que nele se reflete e que ele, ao produzir arte, também reflete.

Deste modo, as linhas de pesquisa do Programa foram pensadas a partir de três eixos: o eixo “artista-sujeito”, estruturador da linha Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena; o eixo “artista-em-cena”, estruturador da linha Poéticas e Linguagens da Cena; e o eixo “artista-no-mundo”, estruturador da linha Arte e Contexto. Com essa estrutura, o Programa pretende proporcionar uma articulação de territorialidades entre conhecimento e pesquisa, abrindo espaços para que a interdisciplinaridade possa ser conjugada a partir do “coração da matéria” de cada área. A maioria dos nossos docentes está apta a orientar projetos em pelo menos duas das três linhas de pesquisa, que não são excludentes entre si; porém agrupam-se nas linhas de pesquisa conforme suas contribuições mais relevantes em determinado momento de suas trajetórias artístico-acadêmicas. Por isso o Programa propõe uma perspectiva transversal, e não vertical, para o entendimento das linhas de pesquisa.


Linha de Pesquisa: “Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena”

A linha de pesquisa “Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena” abriga as investigações teóricas, práticas e prático-teóricas dos processos de formação, técnicas, sistemas, métodos, treinamentos, exercícios, propostas de formação/aprendizagem e pesquisa dos artistas da cena, que se constituem enquanto saberes e práticas produzidos na própria área, no constante diálogo com outros campos de conhecimento, que alimentam e são reelaborados na ação e pensamento artístico. A linha “Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena” compreende também o ensino das artes pesquisadas, visto que o próprio conceito de técnica pressupõe transformação de si, quase sempre mediada por um mestre ou diretor cênico. Os estudos de procedimentos formativos, técnicos e experimentais do ator, bailarino e performer podem implicar também no questionamento das visões de mundo que lhe são subjacentes, assim como das transformações históricas do próprio sentido da atividade artística.


Linha de Pesquisa: “Poéticas e Linguagens da Cena”

A linha de pesquisa “Poéticas e Linguagens da Cena” abriga investigações voltadas aos processos de construção de linguagens que se configuram em espetáculos, obras, intervenções, ações performáticas, experimentos. Abrange estudos e análises de obras e procedimentos de artistas, através dos quais se parte para a discussão e proposição de linguagens cênicas e performáticas. Inclui tanto a investigação de matrizes tradicionais e suas transformações no tempo e espaço como a pesquisa de procedimentos de ruptura com modelos estéticos estabelecidos, em abordagens teóricas, práticas e prático-teóricas.


Linha de Pesquisa: “Arte e Contexto”

A linha de pesquisa “Arte e Contexto” aborda questões teóricas e teórico-práticas relativas aos processos artísticos e suas inserções contextuais mais abrangentes, articulando o fenômeno cênico em suas várias dimensões. Volta-se à investigação de conexões entre a atividade artística e configurações culturais, sociais, políticas, pedagógicas, históricas, antropológicas e filosóficas, mediante o mapeamento e análise de suas tensões, transformações, desenvolvimentos e contaminações recíprocas. Procura detectar sentidos emergentes da criação cênica em novos contextos, mobilizando e articulando recursos teóricos que possam dar conta de outras configurações e modos de atuação da arte na sociedade. Ressalta-se que, considerando-se a transversalidade entre as linhas de pesquisa do Programa, o eixo “artista-no-mundo” não desvincula a teoria da práxis artística; a linha Arte e Contexto, portanto, não pretende ser uma linha de sociologia, pedagogia, filosofia, antropologia ou história, mas volta-se para a interlocução dessas áreas com o saber da experiência artística.

Para informações sobre os Grupos de Pesquisa, consulte: