Pós-graduação em Artes da Cena

Projetos

DOCENTE LINHA DE PESQUISA PROJETOS
Ana Cristina Colla Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena

Mímese corpórea e dança pessoal: construção de um repertório pessoal de criação

Resumo: O projeto busca refletir e analisar, em um plano prático-conceitual, a trajetória de formação do ator, focando na construção de um repertório pessoal de representação, partindo da metodologia da Mímese Corpórea e da Dança Pessoal, ambas desenvolvidas pelo Lume Teatro – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da Unicamp. A pesquisa engloba a investigação sobre a criação de repertórios de matrizes corporais, vocais e sensoriais e, em seguida, o trabalho de improvisação e criação para a cena.

Ana Maria Rodriguez Costas (Ana Terra) Arte e Contexto Processos de criação e pedagogia da dança

Resumo: Partindo da hipótese de que, no conjunto dos procedimentos técnicos e métodos de criação, nas performances e espetáculos, nas proposições e nos dispositivos estendidos a um público participante das ações culturais propostas por coletivos, grupos e companhias contemporâneas, revela-se um ideário poético-estético relacional, norteador e, concomitantemente, fomentador de (novas) pedagogias da dança, procura-se observar fundamentos e princípios norteadores para a formulação de práticas artístico-pedagógicas em dança contemporânea relevantes para seu ensino em diferentes contextos, formais e não formais.

Cássia Navas Alves de Castro Arte e Contexto Teoria geral (do estado) da dança

Resumo: Discussão e mapeamento das “teorias” em dança, inserindo-se as questões dentro do debate pós-moderno, a denominação apontando menos para uma generalização das reflexões que o vocábulo “geral” já carrega e mais para o estabelecimento de um “estado da arte” (état de l´art). Para tanto, parte-se de textos da cultura letrada e textos da cultura coreográfica, ou seja da cultura não verbal (textos coreográficos e das artes da cena). A pesquisa se organiza a partir de dois focos principais: dança e seus contextos e dança tout court. A partir do primeiro universo temático são investigados os enfoques teóricos que se debruçam sobre o campo da dança em suas relações com outras artes, campos do conhecimento e da cultura. Dentro do segundo universo temático, são investigados os enfoques teóricos que estudam a dança a partir de suas estruturas basais, que compõem seus mapas de origem.

Cassiano Sydow Quilici Arte e Contexto A cena expandida e os diálogos interculturais: estudos teórico-práticos e dispositivos de criação

Resumo: O projeto propõe repensar as noções de “arte em campo ampliado” e “cena expandida” considerando o papel das investigações interculturais para a recriação dos processos e ações artísticas, especialmente no contexto brasileiro. Propõe-se, especialmente, uma releitura do diálogo que alguns movimentos e artistas estabeleceram com referências orientais, considerando-se suas possíveis contribuições para investigações atuais nas artes performativas. A pesquisa se estrutura como uma série de estudos teórico-práticos que desenvolvem uma reflexão crítica sobre aspectos do tema geral, propondo, ao mesmo tempo, ações e dispositivos de criação a serem testados em grupos de pesquisa, ambientes pedagógicos e artísticos. Ressalta-se o seu caráter teórico-prático e o intuito de produzir um pensamento crítico e uma reflexão ancorada tanto no estudo conceitual como experimentações realizadas em diferentes contextos. O projeto envolve tanto a proposta pessoal de investigação do autor como o compartilhamento e interação deste com pesquisadores da própria UNICAMP, e intercâmbios com outras universidades nacionais e internacionais, através de parcerias.

Daniela Gatti Poéticas e Linguagens da Cena Realidades e virtualidades na dança: experimentações criativas com dança, vídeo e tecnologia

Resumo: A proposta do projeto de pesquisa visa a integração entre dança, música e tecnologia a partir de dispositivos e interfaces que possibilitam a investigação da linguagem do corpo em movimento. O projeto aponta para diferentes aspectos estéticos relacionados ao corpo no âmbito do conceito de realidade e virtualidade, adentrando também no campo processual e metodológico da criação em dança e propondo conhecimentos em rede sobre dança, som, criação corpo e tecnologia. A importância desta pesquisa é explorar materialidades da dança que permitirão o entendimento de novos processos e seus resultados criativos.

Processos Criativos por Redes de Saberes

Resumo: No campo das artes da cena, a prática colaborativa e de integração de diferentes saberes vem se consolidando nas produções artísticas contemporâneas. Nessa perspectiva, o exercício dialógico nos processos criativos cênicos se mostra a partir de uma organização em rede – trama, como um modo de pensamento e articulação de ações propositivas. Este projeto dedica-se à realização de pesquisas e investigações com foco em estudos, vivência, reflexão e análise de processos criativos que percorrem a experiência poética a partir do corpo através de suas relações com outros saberes.

Eduardo Okamoto Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Atuação Cênica no Atrito de Culturas

Resumo: O conceito de interculturalidade é um dos marcos do teatro contemporâneo. A partir do confronto de culturas diversas, artistas e teóricos esforçam-se no sentido de não redundar no apontamento das suas diferenças, mas na busca por seus elementos comuns. Estes trabalhos procuram, ultrapassando especificidades, uma dimensão universal/invariável da produção cultural. Este projeto, diferentemente desta abordagem, investiga a atuação cênica a partir de atritos entre culturas, propondo uma pesquisa intracultural, em perspectiva e contextual. Por um lado, toma-se o conceito de intraculturalidade – um mergulho na própria cultura em que se vive -, proposto pelo indiano Rustom Bharucha, como alternativa às propostas modelares de artistas norte-europeus. Por outro, revê-se este mesmo conceito, aproveitando-se outras contribuições culturais que ajudam a formar a cultura brasileira, como a ameríndia e a japonesa: o conceito de perspectivismo, desenvolvido por Eduardo Viveiro de Castro no estudo de culturas indígenas, afirmando a apreensão da realidade como um ponto de vista ou perspectiva; a compreensão do sujeito na cultura japonesa, sempre referenciada pelo contexto histórico-social, cultural e até espiritual, tal qual se vê nos escritos do antropólogo Claude Lévi-Strauss sobre o Japão e na obra do escritor nipônico Kenzaburo Oe.

Elisabeth Bauch Zimmermann Arte e Contexto O papel da Arte na formação do docente-artista

Resumo: A pesquisa propõe-se a estudar a relação psique-corpo, compreendendo o corpo como imagem e presença, deixando de ser um objeto que apenas realiza ações diárias. Ele se torna o sujeito de ações simbólicas que, uma vez integradas, ampliam a extensão da consciência, contribuindo com o processo de desenvolvimento continuado chamado de individuação na psicologia junguiana. Compreende-se aí a relação entre a atuação do artista e do pedagogo na formação do indivíduo: o primeiro, representando o campo das vivências expressivas; o segundo, a transmissão de conhecimentos teóricos e práticos relativos à arte e à educação. Partindo do estudo de textos referentes à estrutura da psique, à relação do eu com o inconsciente, às regularidades do processo de desenvolvimento e à dimensão simbólica de espaço-tempo, este projeto visa analisar a relação da experiência interior com a expressão simbólica da arte e suas inter-relações com a formação do indivíduo humano. Visa ainda pesquisar a utilização de recursos expressivos de movimentação associados a exercícios imaginativos, como contribuição ao processo formativo do dançarino e do professor de dança. Propõe também encontros em grupo com profissionais da área de saúde e artistas da cena para leitura de textos de ambas as áreas, além de oficinas de improvisação livre de movimento e exercícios de concentração, com música e movimento.

Gina Maria Monge Aguilar Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Trans-formação do ator: Voz como disparador criativo

Resumo: Como docente e pesquisadora na área das Artes Cênicas e como diretora teatral interesso-me especialmente pela voz e a sonoridade do ator como disparador criativo. Acredito na trans-formação do ator, mais do que na mera formação, e vejo no trabalho vocal um dos caminhos possíveis a ser percorridos na viagem trans-formativa. Caminho que leva não só a si mesmo, mas à criação cênica. Tenho como intuito desenvolver e aprofundar princípios e procedimentos relacionados ao trabalho vocal e sonoro do ator que possam levá-lo ao campo da criação e do campo da criação novamente ao campo da preparação. É a busca pela união entre preparação vocal e criação cênica. Entre o emissivo e o expressivo. Estando intimamente ligado ao trabalho desenvolvido pelo Centro Artístico Internacional Roy Hart na França e às experiências desenvolvidas no teatro de grupo e por outros/as mestres/as em Latino-américa.

Grácia Maria Navarro Poéticas e Linguagens da Cena De poéticas de corpos, de culturas e de lugares sistematicamente combatidos – das travestis, da cultura negra e indígena, e da rua

Resumo: Este projeto tem como objetivo geral produzir materiais poéticos teatrais a partir da relação com populações, culturas e locais combatidos na sociedade brasileira e cujos legados e conhecimentos não compõem o conjunto de conhecimentos validados pela Ciência e pela Arte. Populações que vivem à margem, invisibilizadas por um processo civilizatório eurocêntrico que desconsidera patrimônios de conhecimentos que não derivam de seus paradigmas de relacionamento com o mundo: 1. Da territorialidade como demarcação social dos quilombos negros rurais e urbanos, das aldeias indígenas do passado e do presente, da rua, da pista, das ocupações; 2. Da invisibilidade como condição na cultura brasileira: dos orixás, dos nkisis, dos voduns, dos encantados, das entidades e de seus sujeitos intermediários; 3. Da multiplicidade de gêneros. Dos feminismos, dos travestismos e transformismos; 4. Da cultura carnavalesca: da rua e do sambódromo: qual o lugar do carnaval? A metodologia de pesquisa alia pesquisa bibliográfica, pesquisa iconográfica, pesquisa de campo, processo criativo e apresentação de materiais poéticos criados. Os materiais poéticos e as reflexões se darão nos projetos de pesquisadores e pós-graduandos. A produção desses materiais poéticos deve trazer no âmago de seus projetos estéticos a inquietação que, a priori, tenha aproximado o pesquisador do campo pretendido.Os projetos têm em comum abordar um conceito de teatralidade que emerge da vida em fricção com a arte, produzindo poéticas no corpo e desde o corpo.

Graziela Estela Fonseca Rodrigues Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Novas proposições no método BPI: os laboratórios permanentes e as interações das personagens na verticalização de processos psicofísicos

Resumo: Este projeto está centrado na pesquisa de desenvolvimento de novos procedimentos dentro do método BPI (Bailarino-Pesquisador-Intérprete) com o objetivo de dinamizar e instaurar estados corporais no intérprete além daqueles trabalhados até o momento, buscando uma verticalização de processos psicofísicos, de modo a atuar em campos fundamentais das investigações em artes da cena, como: presença, interações interpessoais e relações interculturais. Existe atualmente um grupo de artistas da cena que trabalha com o método BPI de forma continuada há no mínimo cinco anos, havendo aqueles que estão nesse percurso há mais de 20 anos, tornando-se possível a concepção de novas experiências dentro desse método.

O Brasil dos esquecidos: corporalidades da resiliência

Resumo: A pesquisa em Artes da Cena se enraíza em pesquisas de campo realizadas desde 1980 em determinados segmentos sociais, comunidades e festividades à margem brasileira, destacando-se aquelas em que a resistência cultural se fazia mais presente, mostrando uma diversidade cultural com fronteiras flexíveis e portadoras de uma complexidade simbólica. O método BPI (Bailarino-Pesquisador-Intérprete) nasceu neste contexto e incorporou esta experiência de alteridade e identificação. Neste projeto se propõe um avanço ao método BPI através da personagem emanada do processo, no sentido de que ela, incorporada ao intérprete, seja a mensageira da pesquisa de campo, isto é, aquela que recebe corporalidades a serem reveladas. Nesse método, a personagem é uma síntese do processo que traz consigo um mito regenerador porque foi ativado pela experiência do campo, a qual possibilitou ao intérprete revivê-lo. É através deste estado como mensageira que ocorrerá o estudo das corporalidades presentes nas pesquisas de campo. Criam-se os Laboratórios Permanentes em que se potencializa o diálogo do diretor com o intérprete no cerne do processo de criação. Busca-se o desenvolvimento do intérprete através de uma escritura no corpo que proponha uma contínua descoberta em estranhar-se com o movimento do outro para, assim, descobrir-se nele, possibilitando-lhe viver uma experiência de alteridade e afeto. Estética de corpo tecida pela força da resiliência que propõe o encontro com um corpo existencial mais escavado e pronto para novas expressões de uma dança contemporânea. Criação artística aliada à reflexão critica.

Holly Elizabeth Cavrell Poéticas e Linguagens da Cena Revisitando o ato de coreografar: reflexões sobre metodologias coreográficas, passado e presente

Resumo: O projeto propõe-se a estudar e levantar questões sobre como a coreografia mudou; variações de metodologia, estéticas e razões para coreografar, assim como o papel histórico do coreógrafo; estudar os papéis e funções de criadores e intérpretes, assim como onde, quando e por que eles começam a se fundir; questionar o significado de dançar na arte contemporânea – discurso crítico e performatividade; estudar a dança em sua compreensão como sequência de movimentos ou estratégias.

Isa Etel Kopelman Poéticas e Linguagens da Cena Dramaturgias clássicas/estratégias da performação

Resumo: Trata de mapear as formas matriciais da dramaturgia clássica, seus temas e as intensas imagens poéticas que desafiam as leituras contemporâneas com novas perspectivas de encenação e recepção. Nessa direção, examinamos os desdobramentos metafóricos – textuais e cênicos – da performação da poética clássica e as celebrações das múltiplas vozes do coro no diálogo com seus protagonistas.

Jorge Luiz Schroeder Arte e Contexto Diálogos difíceis entre música e dança: o trabalho do músico em aulas de dança

Resumo: Este projeto pretende investigar a posição fronteiriça que ocupam as atividades dos músicos em aulas de dança. Utilizando os procedimentos da observação participante e das entrevistas, pretende-se desenlear o jogo intrincado de forças sociais, educacionais, artísticas e das relações de trabalho que se superpõem e se atritam no trabalho cotidiano do músico de dança. A partir da observação e explicitação do complexo confronto de interesses, valores, concepções e discursos sobre o qual trafega o músico que trabalha na área da dança, consideramos possível verificar como conhecimentos e habilidades específicas musicais vão sendo constituídos nessa zona instável de fronteira entre linguagens e práticas artísticas, tanto no aspecto profissional quanto educativo.

Júlia Ziviani Vitiello Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Interfaces entre interpretação e criação em dança a partir de um corpo eclético

Resumo: O caráter efêmero da dança, sua natureza de ser uma das artes do momento presente, lhe confere diferentes nuances a cada apresentação cênica. O registro dos processos de criação e de seu produto final (as apresentações cênicas) é importante para artistas, pesquisadores, acadêmicos, pois ele poderá trazer importantes subsídios à crítica e a pesquisa em dança, já que se torna possível preservar o trabalho, as questões e soluções envolvidas em sua criação para sua posterior análise crítica. Não menos importante é oferecer à sociedade a oportunidade de conhecer um espetáculo não visto, ou então de ser tocada em suas memórias subjetivas a respeito dele. Assim, entre os objetivos deste projeto está analisar, documentar e registrar em audiovisual os aspectos envolvidos na dança como uma disciplina de pesquisa. Neste projeto pretende-se explorar uma articulação de conteúdos, ao qual vincula-se o ato de criar, descrever e realizar as ideias propostas, até a apresentação cênica de seus resultados. Tendo realizado esse recorte, do que o envolve e o delimita, serão articulados os conteúdos de uma tríade: a técnica (habilidades do interprete), a poética (literatura e artes visuais) e a criação (procedimentos e apresentação cênica), com a finalidade de investigar e aprofundar como a integração das práticas somáticas na preparação dos intérpretes e criadores pode contribuir para a criação em dança.

Juliana Martins Rodrigues de Moraes Poéticas e Linguagens da Cena Coreografia, um conceito em transformação

Resumo: Pesquisa-se formas experimentais de coreografia, não mais entendida somente como movimentos de seres humanos habilmente treinados, encadeados em sequências pré-estabelecidas de acordo com a unidade espaço-temporal linear. Entende-se coreografia como estrutura multidimensional que organiza corpos vivos e/ou não-vivos, além de experiências e pensamentos (de seres vivos e/ou de inteligência artificial). Dança e coreografia deixam de existir como sinônimos e coreografia passa a ser vista como uma função estruturante, um agenciador sistêmico de elementos que se interconectam e afetam-se reciprocamente. Coreografias em diferentes linguagens das artes (performance, teatro, vídeo, artes visuais, dança, artes digitais) e da vida (fluxo de usuários em transporte particular e coletivo, desenhos de carros coordenados por aplicativos, coreografias de dados e de fluxo de informações). Coreografia como função perceptiva, que coordena e controla comportamentos privados e públicos, como se vê atualmente nas diversas formas de agenciamento coreográfico de espectadores em museus e galerias de arte.

Larissa de Oliveira Neves Catalão Arte e Contexto O Teatro Brasileiro e a Cultura Popular: séculos XIX, XX e XXI

Resumo: O projeto visa a investigar a apropriação de elementos da cultura popular pelo teatro brasileiro. Trata-se de um exame de como o diálogo com a cultura popular propiciou não somente o surgimento de um teatro especificamente nacional, no século XIX, como também configurou-se em uma importante tradição que, desde então, manteve-se sempre presente em nossos palcos. Por meio da utilização da cultura popular, de diversas instâncias, tais como linguagens, músicas, danças, perfomances, festas, teatralidades, o teatro brasileiro ganhou originalidade, em muitos momentos inovando e recriando, afastando-se de modelos eruditos estrangeiros ou dialogando com eles. O projeto pretende abarcar principalmente a dramaturgia, mas não deixará de lado as encenações.

Dramaturgia brasileira: o popular, a sacralidade, o contemporâneo

Resumo: A presente pesquisa tem como objetivo trabalhar com a dramaturgia brasileira de modo a pensar em sua constituição formal no decorrer do tempo, forjada na relação com a teatralidade popular nacional. Serão explorados três vetores de investigação: o popular, a sacralidade e o contemporâneo. Historicamente, por mais que a elite intelectual e econômica do país ansiasse, no século XIX até o começo do XX, em fazer do teatro brasileiro um espelho do requinte europeu, a prática cênica da exuberância épica, seja a religiosa, seja a profana, nacional, constantemente sobrepujava os movimentos mais letrados de fazer teatral. Do sacro ao profano, do folguedo de rua ao palco, a vertente popular de uma teatralidade que se desenvolveu sem uma oficialidade de forma torna-se uma matriz das mais potentes do teatro brasileiro, visível tanto no teatro do passado como na produção contemporânea de diversas regiões do país. Desse modo, o objetivo do projeto consiste em produzir uma reflexão ampliada sobre a dramaturgia brasileira por meio desse viés de entendimento: o épico enquanto forma explodida, fragmentada, das grandes narrativas, e forma expandida da teatralidade popular. Será selecionado um grupo de peças a serem analisadas por esse viés. Além disso, o projeto inclui, de modo a auxiliar a pesquisa teórica, uma série de atividades a serem realizadas no recém-fundado Laboratório de Dramaturgia do Departamento de Artes Cênicas, da Unicamp.

Larissa Sato Turtelli Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Alquimias corporais: processos no método Bailarino-Pesquisador-Intérprete (BPI)

Resumo: O método de criação e pesquisa em dança Bailarino-Pesquisador-Intérprete (BPI) foi criado a partir de 1980 pela Professora Titular Graziela Rodrigues (Instituto de Artes da Unicamp) fundamentado em pesquisas de campo de manifestações populares brasileiras e segmentos sociais brasileiros marginalizados, estudos da psicologia e investigações nas áreas de dança e teatro. Este projeto tem como objetivo a investigação prático-teórica de processos desenvolvidos nesse método, tendo a alquimia como uma metáfora para as transformações que ocorrem nos corpos dos artistas da cena, e também dos não artistas, que se trabalham nesse método. Ponto chave para desencadear essa alquimia é o encontro com elementos da cultura popular brasileira que apresentam um caráter de resistência cultural. Assim, essa pesquisa inclui investigações sobre: a criação e o desenvolvimento de personagens no método BPI; a criação de obras artísticas a partir desse método; os encontros que ocorrem nas pesquisas de campo, entre pesquisadores e pesquisados; a aplicação do método BPI para públicos diversos (por exemplo: pessoas na terceira idade, adolescentes, etc.), entre outros. O método BPI e o arsenal teórico utilizado dentro desse método, relacionado principalmente a estudos da psicologia e da área de imagem corporal são o eixo metodológico para o desenvolvimento dessa pesquisa. Espera-se com esse estudo ampliar os referenciais da arte, para uma visão na qual arte e vida estão integradas e se desenvolvem mutuamente, havendo um respeito pelo desenvolvimento pessoal do artista e um constante fluir entre o que é íntimo e o que se amplia para o social.

Do tornar visível: Encantarias

Resumo: Projeto do Núcleo BPI (Bailarino-Pesquisador-Intérprete) desenvolvido em conjunto com a Professora Titular Graziela Rodrigues. Este projeto tem como objetivo a criação em dança dentro do método Bailarino-Pesquisador-Intérprete (BPI) a partir de pesquisas de campo no universo da encantaria paraense, dos conflitos e encontros gerados nessa experiência. Nesse contexto, o encantado é visto como aquele que desapareceu, mas não morreu, encantou-se, vivendo no mundo dos invisíveis. O movimento do corpo, a dança, concretiza por instantes aquilo que não pode ser visto. Desse jogo entre visibilidades e invisibilidades emanam questões sociais e emocionais. Projeto com financiamento ProAC (Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo).

Marcelo Ramos Lazzaratto Poéticas e Linguagens da Cena O campo de visão: exercícios e linguagem cênica

Resumo: A pesquisa pretende ampliar a investigação do “campo de visão”, exercício de improvisação teatral coral criado pelo docente no qual os participantes só podem movimentar-se quando algum movimento gerado por qualquer ator estiver ou entrar em seu campo de visão. Os atores não podem olhar olho no olho. Devem ampliar sua percepção visual periférica e, através dos movimentos, de suas intenções e pulsações, conquistar naturalmente uma sintonia coletiva para dar corpo a impulsos sensoriais estimulados pelos próprios movimentos, por algum som ou música, por algum texto ou situação dramática. Os achados desta pesquisa serão elaborados tanto em criações de espetáculos quanto em discussões teóricas sobre esses processos de criação.

Maria Claudia Alves Guimarães Arte e Contexto A brasilidade na dança cênica: uma profusão de olhares ao longo da história da dança no brasil

Resumo: A partir do tema da Brasilidade, o projeto de pesquisa tem o intuito de verificar como este tem sido abordado em diversos momentos da história da dança no Brasil, desde o século XIX até os dias atuais, a partir das mais distintas concepções e visões do que seria nossa cultura e nossa identidade, e também dos mais diversos métodos de criação e pesquisa coreográfica, focando-se em questões como etnocentrismo, nação e folclore, dança e nação, as questões do nacional-popular; mundialização e regionalização.

Mariana Baruco Machado Andraus Poéticas e Linguagens da Cena Artes da cena e teorias de conhecimento: pesquisas poéticas em cena

Resumo: Neste projeto pretende-se refletir sobre o lugar da criação e do exercício poético na formação do artista da cena e na construção epistêmica em artes da cena. Enuncia-se como problema a questão da produção de conhecimento em artes da cena, bem como sua difusão. Busca-se um compromisso com o estudo de saberes práticos já produzidos no campo das artes da cena e o envolvimento com a produção de conhecimento a partir da prática artística, que demanda tempo em laboratórios de criação e treinamento extensivo. Parte-se do pressuposto de que a obra artística é, em si, conhecimento, e que livros e artigos publicados por artistas-pesquisadores problematizam sempre, de alguma forma, a questão do conhecimento que se produz e que é legado de forma transgeracional, à luz do que propõe Thomas Kuhn em seu olhar pela perspectiva social das ciências e do conhecimento.

ARTE MARCIAL NA FORMAÇÃO DO ARTISTA DA CENA: repercussões poéticas em dança contemporânea

Resumo: O estudo das maneiras como um treinamento em arte marcial pode interferir na forma como um ator, dançarino ou performer se coloca em cena, seja no que concerne ao desenvolvimento de um corpo pré-expressivo ou à busca de potencialização de ‘modos de fazer’ gestos e movimentos durante a própria cena, vem ganhando espaço no cenário da pesquisa em artes da cena no Brasil nos últimos anos. Deste modo, pretende-se dar continuidade e atualização ao levantamento de referenciais acerca de pesquisas artísticas envolvendo a relação entre artes marciais e o trabalho do artista da cena, bem como sua formação, perscrutando-se especialmente acerca das repercussões poéticas – ou seja, criações em dança contemporânea a partir desta interlocução. O treinamento em arte marcial é proposto como base às pesquisas dos alunos, que direcionam os princípios estudados no treinamento marcial a outros campos de interesse, como em pesquisas sobre inclusão em dança, criação de videodanças, ou investigações cênicas que entrecruzam os preceitos marciais com outras técnicas de origem asiática – por exemplo, o trabalho vocal ou o estudo dos gestuais na dança indiana.

Marília Vieira Soares Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Dashavatar: releitura e construção de espetáculo de dança-teatro baseado na mitologia indiana

Resumo: Investigação de formas de transpor a pesquisa de gestualidade e o embasamento mitológico presentes na coreografia Dashavatar, constante de repertórios de dança clássica indiana, para uma releitura brasileira e contemporânea à luz de mitos afro-brasileiros.

A Arte Cênica Balinesa: Wayang Won – um Mergulho nas Profundezas da Mitologia

Resumo: A presente pesquisa busca por à vista e analisar as características do antigo dança-drama balinês do século XVIII, o Wayang Wong, considerando-o como referência a ser explorada no debate do fazer teatral nos dias de hoje. Refere-se a uma forma espetacular calcada nos pilares do drama, da dança, da música e do sagrado em todas as suas potencialidades. Um teatro codificado advindo de Java, embebido nos costumes e tradições indianas, conduzido por convenções teatrais específicas refinadas e lapidadas ao longo de anos até sua consolidação como uma autêntica forma balinesa, sem que suas raízes fossem perdidas. Todavia, o Wayang Wong revela aspectos de surpreendente universalidade e contemporaneidade, no que se refere aos princípios do treinamento e formação do ator. Baseada nesta premissa, pretende-se aprofundar os estudos iniciados em 1987 e que resultaram na tese de doutorado “Técnica energética: fundamentos de expressão e movimento criativo” (FE-Unicamp 2000). O objetivo é ampliar os recursos da Técnica Energética no treinamento do intérprete, contribuir com as novas perspectivas da cena atual e promover a reflexão estética e poética do fazer teatral no ocidente.

Marisa Martins Lambert Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Dança e seu ensino: investigações e proposições sobre a formação do artista-sujeito-pesquisador

Resumo: Este projeto se dedica a investigar questões ligadas à licenciatura em dança – estudo de parâmetros filosóficos contemporâneos para a educação da arte, reflexão sobre práticas de ensino, aprimoramento de atividades intra e transdisciplinares, pesquisa sobre os fundamentos legais da educação superior e ensino da arte, entre outros temas. No contexto dessa pesquisa, vêm sendo desenvolvidas ações como: contribuição com a reformulação do Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Dança (2012-2015); criação e coordenação do Subprojeto PIBID Dança/Unicamp (2013-atual); organização da I Semana Dança e seu Ensino DACO/Unicamp (2014) e da I Semana PIBID Dança na Escola (2015), além de estudos teórico-práticos com exposição de resultados em congressos e encontros. Essas ações, bem como suas repercussões, são objeto de análise da docente, enfocando-se especialmente o intercâmbio entre escolas de formação técnica em dança e a universidade, assim também como o trânsito universidade escola pública, através de atividades de troca de conhecimento e ensino-aprendizagem, em interlocução com a pesquisa.

Expressividade cênica na dança: a plasticidade corporal do artista contemporâneo

Resumo: O projeto investiga a construção da plasticidade corporal cênica do artista contemporâneo, entendida como matéria móvel que se estabelece no trânsito dinâmico entre intenções subjetivas e relações contextuais (espaço-temporais, poética, dramatúrgicas). Discute procedimentos e práticas criativas com enfoque em três áreas: processos somáticos-expressivos, improvisação e análise do movimento. Busca apresentar recursos que evidenciam a corporeidade do sujeito-criador, potencializadores do fluxo de sua expressividade entre o reconhecimento perceptivo, subjetivo e imagético, e o emprego pertinente e versátil de elementos específicos da ação do corpo na cena. Apoia-se no uso do Sistema Laban/Bartenieff para criação e formação de profissionais em dança.

Matteo Bonfitto Júnior Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Os processos criativos como campo ampliado nas artes da cena

Resumo: Trata-se de uma pesquisa que tem como objetivo investigar diferentes processos criativos relacionados com as artes da cena a fim de percebê-los como componentes de um campo ampliado, que funciona como um catalisador de saberes, práticas e competências.

Paula Caruso Teixeira Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Pesquisando Nanã no terreiro de Mãe Mirian

Resumo: Esse projeto tem como objetivo inicial investigar os processos corporais do candomblé, sobretudo, as danças dos orixás e, em especial, a dança de Nanã através da realização de uma pesquisa de campo no terreiro de Mãe Mirian, em Maceió-AL. Pretende-se a partir dela desenvolver uma criação artística, uma edição das imagens fotográficas e de vídeo mais expressivas do campo e um artigo científico sobre todo o seu processo. O projeto integrará atividades de pesquisa, criação, ensino e extensão no qual a referência metodológica é do Método Bailarino-Pesquisador-Intérprete (BPI).

Raquel Scotti Hirson Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Mímesis Corpórea – Mímesis da Palavra: construção de presença a partir da observação

Resumo: A pesquisa sobre a mímesis da palavra – um braço da mímesis corpórea – foi iniciada nos últimos anos em decorrência da suspeita de que a dança pessoal possa dar suporte vibracional para que o ator sustente um estado de presença enquanto dança uma recriação de ações advindas da observação de algo externo a ele.

Renato Ferracini Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Presença e vida: sobrevoos prático-conceituais

Resumo: Por meio da metodologia cartográfica e da tensão gerada entre a filosofia e o teatro, mais especificamente entre a filosofia da diferença e a arte presencial tendo como foco o corpo do atuador (ator, dançarino, performador), esse projeto temático visa à problematização, investigação e conceituação da construção de efeitos de presença a partir de quatro territórios de ações: 1) Ações de Processos Criativos: cenários de investigação que terão como resultante o processo criativo de experimentos cênicos e demonstrações de práticas-processos de trabalho com foco nos efeitos de presença enquanto matéria prima de criação espetacular a partir dos procedimentos de Mímesis Corpórea ( LUME) e do hibridismo de linguagens entre teatro/dança e teatro/performance; 2) Ações de Processos Formativos: cenários formativos que acontecerão no formato de oficinas de curta duração de práticas de intensificação de efeitos de presença, com  sistematização desses processos formativos experimentais; 3) Ações de Investigação Conceitual: cenário de investigação que se coaduna e é co-criado junto às duas primeiras ações; 4) Ações de Experimentação de Narrativas de Pesquisa: provocar e explorar a problemática proposta pelo método cartográfico que demanda uma mudança nas práticas habituais de narrativa de uma pesquisa, num esforço para uma análise expressiva do discurso, em busca de uma “política da narratividade”. Entendemos, de acordo com os procedimentos da cartografia, que as práticas de uma pesquisa artística podem ser exploradas a partir de uma escrita performativa que se coadune diretamente com a pesquisa prática/conceitual tal como apresentada nas ações anteriores.

Rodrigo Spina de Oliveira Castro Técnicas e Processos de Formação do Artista da Cena Encontro Vocal: alteridade e percepção

Resumo: Este estudo tem como meta primeira compreender como a escuta sensível do ator repercute em sua expressividade vocal para comprovarmos a ideia de que este sentido é um dos maiores potencializadores da tríade expressiva corpo-voz-pensamento. Estudamos a qualidade auditiva de maneira fisiológica, psíquica e poética, pois entendemos que pela audição, o ator deixa de focar exclusivamente em seu próprio fazer para então, encontrar-se com um outro, de forma genuína. Esse encontro, que chamamos aqui de ENCONTRO VOCAL tem como alicerce a mistura entre a porosidade criativa do intérprete, todos seus materiais íntimos e expressivos, estímulos acústicos que são compreendidos por sua própria fisiologia integrando-se ao que acontece além de si na cena, através de suas vocalidades. Ou seja, o ator, ao encontrar-se vocalmente com um outro, além de agir – definição primeira de seu trabalho – recebe novos materiais, dilata suas percepções e é levado a redescobrir sua própria ação porque o outro engrandeceu e redimensionou sua poética através de uma conexão sensível e ao mesmo tempo concreta que se dá pelos estímulos sonoros percebidos e trocados entre suas fisiologias em estado de criação ficcional.

Sílvia Maria Geraldi Poéticas e Linguagens da Cena Poéticas e Políticas da Corporeidade: gesto e produção de discurso em dança

Resumo: O projeto de pesquisa trata de investigar os fenômenos da corporeidade e do gesto dançante e(m) suas formas de manifestação na cena coreográfica contemporânea. Partindo do pressuposto de que é no comportamento cinético do dançarino/performer – em sua corporeidade, gestos e ações – que a produção de discursos e sentidos se organiza, busca compreender como os atos intensivos do corpo, em suas tensões com a linguagem coreográfica, podem se converter em expressão cênica. Indaga sobre as condições de emergência poética subjacentes à corporeidade e à gestualidade do dançarino contemporâneo na invenção de seu projeto coreográfico. Para tanto, um dos vetores do projeto abrange os estudos somáticos e suas formas de conhecimento prático-conceitual na relação com o campo cênico/coreográfico. Nesse viés, o corpo e a experiência corporal se tornam lugares privilegiados para se investigar processos de elaboração, composição e escrita coreográfica – os treinamentos, os procedimentos e filosofias de invenção, as formas de organização, os recursos poéticos de escrita, o fenômeno da percepção em dança, tanto do ponto de vista do artista quanto do espectador (recepção). Outra dimensão enfoca a “consciência somática” numa perspectiva crítica, investigando de que maneira o corpo que dança pode pensar-se como projeto político e ético, mobilizando dinâmicas renovadas tanto de produção cênica, como de hábitos, afetos, comportamentos e modos de vida.

Projeto “IDA-E-VOLTA: entre territórios de pesquisa e reflexão nas artes da cena”

Resumo: Projeto de Pesquisa em Cooperação Internacional vinculado à Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, por meio do Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena do Instituto de Artes, e selecionado(a) pelo CAPES/PRINT – Edital nº 41/2017 – Programa Institucional de Internacionalização. O projeto tem como objetivo fortalecer ações de cooperação internacional do PPG-AC da Unicamp com IES estrangeiras na área de Artes da Cena – Dança, Teatro e Performance – produzindo pesquisa e reflexão numa dinâmica que se construa nos entreterritórios de seus interlocutores: pesquisadores, docentes, estudantes, instituições. A Capes subsidia o projeto (2018-2022), contemplando os seguintes benefícios: – Missão de trabalho; – Bolsas no exterior; Bolsas no país; Recursos para manutenção do projeto.

Suzi Frankl Sperber Arte e Contexto Jogo, mito, rito e representação

Resumo: O olhar que abrangerá o projeto ‘Jogo, mito, rito e representação’ ajudará a esclarecer jogos criativos, isto é, estratégias de renovação da estruturação de obras literárias, a permeação de mitos e ritos na contemporaneidade e as suas relações com a representação entendida tanto como mimesis, quanto como cena – e ambas como jogo. Envolverá a noção de sagrado e como os mitos, e mesmo os ritos, tiveram também papel estigmatizador. A abordagem se preocupará com uma dimensão social e antropológica. O corpus será o das brincadeiras do Cavalo Marinho, pesquisa já realizada e registrada com muito mais que 200 páginas de transcrição das cantorias, relação de personagens etc., feita por Alício Amaral e Juliana Pardo (financiada, então, pela Fundação Vitae). O levantamento se concentrou na região da Zona da Mata Norte de Pernambuco, localizada entre Recife-PE e João Pessoa-PB, regiões que vivem da extração de cana e da produção açucareira.

Veronica Fabrini Machado de Almeida Poéticas e Linguagens da Cena Encenação: dinâmicas possíveis entre estrutura e acontecimento

Resumo: Este Projeto tem como característica fundamental a transdisciplinaridade, operando nas interfaces entre o teatro (partindo dos hibridismos colocados pelas vanguardas até suas derivações no teatro contemporâneo), a filosofia ( a partir da dinâmica apolíneo-dionisíaco em Nietzsche, a técnica como “cuidado de si”, em Foucault, e devir em Deleuze) e as ciências do imaginário (Bachelard e G.Durand), buscando conjugar práxis, campo conceitual e instrumental de análise. O Objeto de estudo é a encenação teatral, esta entendida enquanto resultado material e dialético das relações possíveis entre “texto” (estrutura) e “cena”(acontecimento). Partindo do pressuposto de que o tipo de relação entre esses dois termos, determina uma tipologia de teatro, nosso objetivo principal será a análise dessa relação, em especial nos hibridismos da cena contemporânea.

Saberes marginais: feminismo, decolonialismo e surrealismo

Resumo: Este projeto dedica-se à investigação de saberes não hegemônicos em seu diálogo com as artes da cena, quer seja no campo da exploração teórica, quer seja no campo da criação artística. Apoia-se na tríade feminismo/decolonialismo/surrealismo, buscando diálogos transversais entre a antropologia, a sociologia, a psicologia arquetípica e as artes, tendo como ponto de partida a metáfora geográfica e imaginária do Sul (Sousa Santos/ James Hillman), o Pensamento do Coração (Hillman), as epistemologias feministas e indígenas. O projeto busca construir uma “perspectiva em anima”, definida a partir da exploração do pensamento de alguns pontos da obra de Lou Salomé, Bachelard, Hillman e Hélène Cixous. Irá investigar o sonho como método – presente tanto no pensamento ameríndio quanto no surrealismo. Já o devaneio e a imaginação ativa (Bachelard e Jung) serão investigados enquanto procedimentos criativos. O surrelismo será analisado não enquanto escola estética, mas enquanto uma atitude frente o mundo (Otávio Paz). A ideia de Arte e Ativismo (Ileana Diéguez) pauta-se em uma exploração de fundo do feminismo decolonial e feminismo comunitário.

Aluno: Orientador: Título: Financiamento:
ALLAN LUCAS LACERDA KAWABATA CASSIANO SYDOW QUILICI Yukio Mishima e a arte como campo expandido: um estudo preliminar sobre o binômio arte/vida em Mishima FAPESP
ALICE CAROLINE DA ROSA MARCELO RAMOS LAZZARATTO A interpretação da música narrativa na obra de Bertold Brecht CNPq
FERNANDA NUNES DE SOUSA HOLLY ELIZABETH CAVRELL Formação de Público nas Artes da Cena a partir da Perspectiva de Diferentes Agentes Culturais SAE
FERNANDO VITOR DA SILVA JULIA ZIVIANI VITIELLO Quebradas do Mundaréu: uma escolha política do Ballet Stagium e de Ademar Guerra CNPq
GABRIELA MENDES DAVOLI GRACIA MARIA NAVARRO O Carnaval de Rua como Manifestação Artística e Cultural – Um Estudo sobre o Bloco Zé Pereira dos Lacaios CNPq
ISADORA DO PRADO IFANGER MARIA ALICE POSSANI Práticas acessíveis no espetáculo teatral SAE
JEAN BRUNO CARVALHO LARISSA DE OLIVEIRA NEVES CATALAO A dramaturgia-reflexo de Maria Angélica Ribeiro, aquela considerada a primeira dramaturga brasileira FAPESP
JULIANA EIRAS RODRIGO SPINA DE OLIVEIRA CASTRO Os elementos sígnicos do Cinema-Mudo como ferramenta criativa às Artes Cênicas SAE/AF
LETICIA RUIZ MARCELO RAMOS LAZZARATTO TEATRO ÉPICO BRECHTIANO E O PÚBLICO NA ATUALIDADE CNPq
MATHEUS GARCIA JANEIRO MARIA ALICE POSSANI As estratégias de Produção Teatral no séc. XXI em Campinas – SP SAE
MONIQUE FERREIRA LARISSA DE OLIVEIRA NEVES CATALAO A encenação da primeira peça escrita especialmente para o Teatro Experimental do Negro: “O Filho Pródigo”, de Lúcio Cardoso. CNPq
VICTOR HUGO CAMARGO DE SOUZA GINA MARIA MONGE AGUILAR Yukio Mishima e a arte como campo expandido: um estudo preliminar sobre o binômio arte/vida em Mishima FAPESP

 

Aluno: Orientador: Título: Financiamento:
ADNÃ IONARA MARIA ALVES MARIANA BARUCO MACHADO ANDRAUS Láti ṣẹdà dúdú ijó: Formas de criação em dança ancoradas em conceitos, saberes e estéticas da diáspora negra e suas escrevivências
ANA CAROLINA BEZERRA DA SILVA VIEIRA EDUARDO OKAMOTO VAMO SARAMBÁ: HUMOR, MÚSICA E METALINGUAGEM
ANA PATRÍCIA VASCONCELLOS SHARP ANA MARIA RODRIGUEZ COSTAS A contribuição dos Programas Fomento e Vocacional Dança para a formulação de novas práticas artístico-pedagógicas para a formação do artista da dança
BARBARA VIRGINIA DENADAI FONTANA MARISA MARTINS LAMBERT A expressividade do gesto e sua relação com a construção da empatia.
BEATRIZ YAMADA SANO CASSIANO SYDOW QUILICI Seitai-ho (técnica corporal japonesa) como experiência no corpo
BRENDA DINIZ AVELINO MARISA MARTINS LAMBERT A Ação na Construção Poética no Tecido Acrobático
CAMILA MICHELE BARSSOTTI FONTES RAQUEL SCOTTI HIRSON O Corpo da Vozes: a letra viva de Jardelina da Silva CAPES/DS
CASSIANA RODRIGUES SANTANA MARÍLIA VIEIRA SOARES Entre Deuses e Orixás- O Treinamento do ator na travessia entre a Dança Clássica Indiana e os Arquétipos de Umbanda
CRISTINA SANTOS DA SILVA DANIELA GATTI ARTISTAS DA FAVELA DO REAL PARQUE: INTERVENÇÕES POÉTICAS NAS MARGENS
DIEGO BATISTA LEAL ISA ETEL KOPELMAN INVESTIGAÇÃO CÊNICA SOBRE A REPRESENTAÇÃO ERÓTICA DO CORPO NA OBRA VISUAL DE TERESINHA SOARES E NA LITERATURA FICCIONAL DE PÉRICLES PRADE CAPES/DS
EDUARDO ALEIXO MONTEIRO MATTEO BONFITTO JÚNIOR Dramaturgia em campo expandido: o processo criativo de Lola Arias na trilogia Mi vida después
FABIO DE ALMEIDA PIMENTA SILVIA MARIA GERALDI Estudos p/ Macaco: A composição de uma Corpo-Instalação como lugar de uma consciência e expressão corporal avessa à tendência sedentária contemporânea CAPES/DS
FELIPE VENANCIO DE MORAES MATTEO BONFITTO JÚNIOR Fronteiras em Oper(ação): Buscando uma didática facilitadora para o processo de interpretação do cantor lírico
GABRIEL FERNANDEZ TOLGYESI HOLLY ELIZABETH CAVRELL Coreografias Fotodinâmicas: anamorfoses e reverberações Modernas em Dança
GIOVANNA ALESSANDRA SILVA ZOTTIS RENATO FERRACINI O Nariz Vermelho e a Rua– uma permissão para olhar: Procedimentos para aprofundamento e criação na linguagem do palhaço na relação com o espaço urbano
GRAZIELE CRISTINA GARBUIO MARCELO RAMOS LAZZARATTO Tinha uma Ação Poética no meio do caminho: Investigação teórico prática dos diálogos entre gestus social e poesias Drummondianas
JOANNA JUNQUEIRA BARROS CASSIANO SYDOW QUILICI O Contato Com O Estrangeiro e Seu Papel em Estados de Emergência em Processos Criativos na Performance
JOSIE BEREZIN LAFER CÁSSIA NAVAS ALVES DE CASTRO MOSTRA SEMANAS DA DANÇA DO CCSP: UMA POSSÍVEL LEITURA PÓS-COLONIAL
JULIANA RAPOSO SEMEGHINI ANA MARIA RODRIGUEZ COSTAS CORPO-CAMPO: investigação dos territórios do Bixiga
KEVIN CESAR DE MATTOS BALIEIRO GINA MARIA MONGE AGUILAR MATRIOSKAR – POR UMA PALAVRA SINESTÉSICA NA CENA
KYO TIMÓTEO DIAS DANIELA GATTI NO QUEBRAR DAS PELVES: UM ESTUDO PARA UM PROCESSO DE CRIAÇÃO EM DANÇA
LUZIA AINHOREN MEIMES EDUARDO OKAMOTO À LUZ DE EISENSTEIN: a montagem no teatro de sombras
MARIZA DE LIMA JUNQUEIRA MATTEO BONFITTO JÚNIOR Dispositivos Relacionais no Sistema Stanislávski – meios de contato entre ator e obra
MARÍLIA MATTOS DE OLIVEIRA ANA MARIA RODRIGUEZ COSTAS O processo de ensino / aprendizagem das práticas circenses: um estudo de caso sobre o projeto Programa de Assistência do Espaço Escola Arena de Artes
MICHELE CAROLINA SILVA RENATO FERRACINI Corpo e ambiente: da percepção vibracional à criação cênica.
Estudo sobre o embate das forças nos sítios urbanos de construção residencial
MILENA PEREIRA DOS SANTOS MARIANA BARUCO MACHADO ANDRAUS Endereçamento no processo criativo em cenas e videocenas: relações entre cinema e artes presenciais FAPESP
NAIA PRATA ATTICIATI WAGNER RAQUEL SCOTTI HIRSON Estrangeira de Mim – Cartografia do esquecimento
NICOLLI MARONESE TORTORELLI CÁSSIA NAVAS ALVES DE CASTRO Programa Qualificação em Artes – Dança: Análise dos processos de qualificação de grupos de dança do interior do Estado de São Paulo
NIVALCIR JOSE DO AMARAL GINA MARIA MONGE AGUILAR O PAPEL PERFORMATIVO DA PALAVRA NAS POÉTICAS CONTEMPORÂNEAS: A AÇÃO VOCAL COMO FUNDAMENTO ESTÉTICO DO PROCESSO E DA ENCENAÇÃO
RAFAEL DE LEMOS MELO MARIANA BARUCO MACHADO ANDRAUS Trânsitos Atravessamentos e Trajetórias: O Bharatanatyam como base para criação em Dança
RAFAEL MARIANO GARCIA EDUARDO OKAMOTO CULTURA DO CAMINHO, CORPOS EM PROCESSO – O TAIKO COMO TÉCNICA CORPORAL NO PROCESSO DE TREINAMENTO PRÉ-EXPRESSIVO DO ATOR BRASILEIRO CAPES/DS
RENATA MENDONÇA SANCHEZ GINA MARIA MONGE AGUILAR Expressividade vocal da máscara que dança CAPES/DS
SOFIA FRANSOLIN PIRES DE ALMEIDA LARISSA DE OLIVEIRA NEVES CATALÃO Dramaturgia Brasileira Contemporânea: Um olhar feminino sobre a mulher nos textos teatrais do século XXI
VICTOR PEREIRA COSTA DA SILVA MARIA CLAUDIA ALVES GUIMARÃES Curadoria como ato performático
YASMIN BERZIN CAPOZZOLI LARISSA SATO TURTELLI Uma vivência do método Bailarino-Pesquisador-Intérprete para pessoas na terceira idade CAPES/DS
YENNY PAOLA AGUDELO CRISTANCHO LARISSA DE OLIVEIRA NEVES CATALÃO O personagem na dramaturgia feminina contemporânea colombiana: Tania Cárdenas e Ana María Vallejo
Aluno: Orientador: Título: Financiamento:
ADRIANA GABRIELA SANTOS TEIXEIRA ELISABETH BAUCH ZIMMERMANN Íyamí Osorongá, minha mãe feiticeira, como perder o medo de ser terra?
ALAN CARLOS MONTEIRO JÚNIOR RAQUEL SCOTTI HIRSON OIA O TOMBO DO MAGÚI – RASTROS DO ATOR-BRINCADOR NA PRÁTICA DE CULTIVAR O CAVALO MARIM ENTRE CIA. MUNDO RODÁ E O BRINCADOR AGUINALDO ROBERTO
ANA CRISTINA RIBEIRO SILVA JULIA ZIVIANI VITIELLO Dança Urbana e Cultura Hip Hop: imagens, conexões e percepções para a formação do artista da cena
ANA FLAVIA FELICE NUNES VERONICA FABRINI MACHADO DE ALMEIDA Caminhos para um teatro performativo feminista e uma estética da paridade
ANDREA ITACARAMBI ALBERGARIA MARIANA BARUCO MACHADO ANDRAUS Interlocuções na iconografia corporal das danças Odissi e Chhau: deslocamentos poéticos para além de Orissa
CAMILA DAMASCENO SILVA MATTEO BONFITTO JÚNIOR O Dramaturgo Performer e a Cena Expandida CAPES/DS
CARLA VENDRAMIN SILVIA MARIA GERALDI  Vida e Sustentabilidade: permaculturando processos imersivos de dança e a criação de performance
CARLOS EDUARDO CANHAMEIRO MARCELO RAMOS LAZZARATTO Dramaturgia da/na Pós-Produção CAPES/DS
CHAVANNES PROCÓPIO PÉCLAT RENATO FERRACINI Corpo-Voz, Som, Memória e Espaço: o treinamento do atuante enquanto
criação coletiva e relacional
DANIELA DO NASCIMENTO GRAZIELA ESTELA FONSECA RODRIGUES Corpos de resistência entre fronteiras:uma vivência no eixo estruturação da personagem no método BPI.
DANIELA ROLIM MACHADO MORENO ZULIANI DANIELA GATTI Dança na Rede: Contaminações Contemporâneas da Tecnologia e Vídeo
DANIELLA FORCHETTI ANA MARIA RODRIGUEZ COSTAS Strange Fruit: um estudo sobre a poética do corpo e a acessibilidade cultural.
DIOGO ANGELI THEOTONIO DANIELA GATTI Percepções Expressivas da Videodança: uma Relação entre o Tempo e o Movimento na Virtualidade
ELISA ABRÃO MARISA MARTINS LAMBERT Linhas amarelas: investigações a partir do Gráfico dos Esforços
FABIANO BARAUNA BENTES RENATO FERRACINI O Corpo-brincante e sua Teatralidade: o processo criativo dos brincantes do grupo Tribos Indígenas na encenação do Boi-Bumbá Caprichoso
FLÁVIA PAGLIUSI LARISSA SATO TURTELLI Os corpos da loucura: saúde mental, potencial criativo e Método Bailarino-Pesquisador-Intérprete (BPI)
GYL GIFFONY ARAUJO MOURA VERONICA FABRINI MACHADO DE ALMEIDA O LUGAR INVOCADO: Teatro, espaço e memória da violência política na América Latina contemporânea CAPES/DS
HARIANE EVA SERRA GEORG SILVIA MARIA GERALDI A Dança Contemporânea e a Crítica: possibilidades de interlocução social CAPES/DS
IGOR DE ALMEIDA AMANAJÁS MARÍLIA VIEIRA SOARES Wayang Wong – A viagem de Rama CAPES/DS
IGOR FERNANDO DE JESUS NASCIMENTO ISA ETEL KOPELMAN ESCRITOR-RAPSÓDO E MONTAGEM CINEMATOGRÁFICA: Diálogos e sínteses entre confecções dramatúrgicas
IRANI DA CRUZ CIPPICIANI CASSIANO SYDOW QUILICI THERU KOOTHU: um olhar sobre as culturas teatrais populares do sul da Índia FAPESP
ISABEL DORIS THALER CASSIANO SYDOW QUILICI Com um olhar alheio ao teatro no contexto político: Revisitando Brecht e Boal
JOSÉ FLAVIO CARDOSO NOSÉ LARISSA DE OLIVEIRA NEVES CATALÃO O Outro Teatro: Percursos e possiblidades no Teatro de Não-atores
JULIANA PABLOS CALLIGARIS MATTEO BONFITTO JÚNIOR Os Diferentes na Criação e na Recepção: A Cena do Centro de Convivência de Afásicos (CCA/IEL/UNICAMP) – Uma poética do corpo e suas interações sociais CAPES/DS
KARINA RIBEIRO YAMAMOTO RENATO FERRACINI DESCONTINUO E PROVISÓRIO: UM DESAFIO PARA MUDAR A PERSPECTIVA NA CRIAÇÃO DE CENAS(A Perspectiva Provisória como possibilidade artístico-pedagógica)
LAILA RENARDINI PADOVAN ANA MARIA RODRIGUEZ COSTAS Temporalidades da Paisagem e do Espectador-Caminhante: Caminho enquanto contemplo, construo enquanto percebo
LUCAS DE ALMEIDA PINHEIRO ISA ETEL KOPELMAN Da disfunção à cena: o fazer artístico com corpos singulares
LUCIANA AIRES MESQUITA VERONICA FABRINI MACHADO DE ALMEIDA Initiatio – Alquimia & Mitologia nas Artes da Cena CAPES/DS
LUCIANA MIZUTANI RENATO FERRACINI Versus poéticos: a cena como campo de batalha
LUCILA VIEIRA LARISSA DE OLIVEIRA NEVES CATALÃO Eduardo Garrido e o teatro brasileiro do século XIX
LUDIMILA PALUCCI CALSANI JORGE LUIZ SCHROEDER Corpos em Arte na experimentação musical: uma investigação de corpos no bloco de carnaval
LUIZ EDUARDO RODRIGUES GASPERIN VERONICA FABRINI MACHADO DE ALMEIDA Cartografias do abandono: Princípios e procedimentos de encenadores Paraguaios CAPES/DS
MARCOS NOGUEIRA GOMES CÁSSIA NAVAS ALVES DE CASTRO Violência e estética na dramaturgia contemporânea
MARIA FERNANDA COSTA MIRANDA MARISA MARTINS LAMBERT Andarina: nos rastros e ruidos das mulheres de linhas do Vale do Rio Urucuia (MG)
MARIA RENATA ROTTA FURLANETTI ANA CRISTINA COLLA Yoga e Produção de Vida, Corpos em Estado de Criação
Mariana Conde RHORMENS LOPES MATTEO BONFITTO JÚNIOR A Máscara Mapiko: entre identidades e alteridades FAPESP
MARIANA DIAS JORGE GRAZIELA ESTELA FONSECA RODRIGUES O MÉTODO BAILARINO-PESQUISADOR-INTÉRPRETE E A DANÇA DO BRASIL: DÁ PARA TIRAR O BRASIL?
MARISA RIBEIRO SOARES RENATO FERRACINI O palhaço como ser do contrário, um percurso entre formação, pedagogia e criação
MARÍLIA ENNES BECKER ANA CRISTINA COLLA CARTOGRAFIAS HABITADAS: ESTUDOS DE SITE CAPES/DS
MOACIR ROMANINI JUNIOR MATTEO BONFITTO JÚNIOR Práticas eremitas: a Earth-Body-Art como “arte da existência” CAPES/DS
NATACHA DIAS MARCELO RAMOS LAZZARATTO As Lições de Michael Tchekhov e a Coordination Technique – Imaginação e Teatralidade no Trabalho do ator sobre si mesmo
NATHALIA CATHARINA ALVES OLIVEIRA SILVIA MARIA GERALDI Passagens do corpo na metrópole: Um Atlas da dança épica em estado de exceção
PAULA MATHENHAUER GUERREIRO ISA ETEL KOPELMAN A busca de uma poética crítica como forma de aproximação entre criadores e espectadores
RAÍSSA CAROLINE BRITO COSTA HOLLY ELIZABETH CAVRELL O Grotesco e a CommediaDellArte: Da estética filosófica à criação da cena
RAQUEL PIRES CAVALCANTI MARISA MARTINS LAMBERT O movimento como pensamento incorporado: Investigação dos princípios da Técnica Alexander na construção de uma Pedagogia Crítica em Dança
RONALDO FRANCISCO DOS SANTOS ANA CRISTINA COLLA Atuar-se: o instante entre a memória e a intuição
SAMUEL ANTÔNIO SANTANA VERONICA FABRINI MACHADO DE ALMEIDA PERSPECTIVAS DA AÇÃO, OS VIEWPOINTS COMO PROCEDIMENTO PARA A CRIAÇÃO DRAMATÚRGICA
SANDRA PARRA FURLANETE HOLLY ELIZABETH CAVRELL A palavra cênica na dramaturgia do corpo
TATIANA SCHUNCK CASSIANO SYDOW QUILICI Performance de pessoas escritas: uma biografia de alguns de nós
THAIS HELENA D’ABRONZO ANA CRISTINA COLLA O jogo das paixões corporais: a dança de Ilka Schönbein
YSMAILLE FERREIRA DE OLIVEIRA GRÁCIA MARIA NAVARRO FESTAS DE SANTOS NA AMAZÔNIA: AS POÉTICAS DO ENCANTADO RITUALIZADA NA LINGUAGEM CÊNICA